Oficina de criação na Casa Amarela

 

imageOficina de criacao literaria. Casa Amarela. A cor eh das que a Renata e eu mais gostamos. Chegaram a Gloria Celeste Bahia de Brito, Mic Paiva, a Pri Brito. O comeco foi aos pos. Sabado cedo. Muito cansaco da viagem de ontem, saimos de Sao Paulo, aka Mordor, numa sexta-feira umas 21h, chegamos no Rio de Janeiro num final de madrugada. Acolhidos pela Bel, irma da Renata, com lencois, camas macias. A sorte de ficarmos os seis na mesma casa.

Claro que teve o episodio gato de madrugada. Como alergica que soy, ha uma atracao natural. A treta com gatos. Desta vez, a pelagem era da cor do cabelo da Je. Linda. Daud e eu nao sabiamos se era gato, gata, gatx. O que sabiamos era a fama. Demonio da Tijuca.

Como eu jah tinha sofrido ataques da Lola, gatinha furiosa de Porto Alegre, que nao titubeou em fazer um ataque aereo, saltando do batente da janela impiedosamente ate minha cabeca no sofa, sabia que eu seria a escolhida. Ceci, a gatinha tijucana, fez algo surpreendente. Nenhum ataque aereo. Ou unhas na cabeca dos outros. Miou desesperadamente, brava e escandalosa. Miou, miou, miou. Na solidao, que soh um gato de madrugada pode expressar. Ate eu entender, afagar a orelha e ela se aquietar. Havia o risco. Nem sempre consigo parar de espirrar depois de tocar um gato. Ou respirar. Mas tudo certo. Sem coceiras no nariz. Ate tentei chamar pra dormir comigo. Com a Lola de Porto Alegre, quando o quentinho do sofa domou a ferocidade. Mas nao consegui convidar direito. Nao me comunico bem com gatos. Uma hora depois, ela fez ainda outro escandalo, miou, miou, miou. Silenciou aquietada novamente com carinho. Dai a regra sobre a ferocidade. Se vc estiver ante a ferocidade com garras prontas, acarinhe corajosamente. Mesmo se for colocar tua respiração em risco. Works.

Hoje minha oficina foi diferente. Passei um exercicio sobre utopia, curti. E falei de impossibilidades de imaginar e a necessidade de escrever. A Renata tambem fez outra coisa. Estamos criando e recriando as oficinas. As exposicoes. Os exercicios. Fico tao feliz. Eh como se lambessemos a cria, ajustassemos o rumo. Mesmo a Jeanne, que disse que faria a mesma coisa e que esta falando neste exato momento em que escrevo, jah foi muito mais longe do que costuma ir.

Tarsila acaba de fazer uma intervencao interssantissima. Daud se exaltou e disse que vai fazer uma nota publica. O Rio de Janeiro vai te iluminar, me disseram ontem. Tenho certeza. E, no caso, eu eh uma definicao muito pequena pra se referir as Escritoras na Estrada.

.

* hoje o post sem acentos, tah horrivel, sorry, mas adoro escrever a palavra jah, hehe. Nas urgencias do que precisa ser dito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *