Surfistas de sofá

E quando sento para fazer as apresentações, já é hora das despedidas.

Na nossa viagem, optamos pela hospedagem solidária: ficar na casa de almas gentis que nos cedessem um cantinho pra dormir e um chuveiro quente por algumas noites, em troca de conversas, cervejas e karma points. Uma das razões era financeira: com sete pessoas no grupo, precisávamos que a viagem ficasse o mais barata possível para conseguir viabilizá-la. Igualmente importante, porém, eram os papos, as cervejas, conhecer os livros e discos e rotinas de outras pessoas. Sair dos territórios conhecidos e ter contato, ainda que brevemente, com outras formas de viver.

E assim foi em Florianópolis. Tivemos tres anfitriões: Rita, Upiara e Mutley.

Rita Paschoalin, nossa anfitriã, e Rê
Rita Paschoalin, nossa anfitriã, e Rê

Rita Paschoalin é escritora. Eu a conheci pela internet, e tive a alegria de ser convidada para fazer o prefácio de seu livro em parceria com a Luciana Nepocumeno, o Contos do Poente. A gente ainda não se conhecia pessoalmente. Desvirtualização de corpos operando: que delícia chegar na casa dela e dar um abraço, ver que ela é mais baixa e ainda mais sorridente do que eu imaginava, conhecer seus filhos incrivelmente fofos e educados, ver Floquinho, o cão. Sua casa tem um piano e fotos das crianças e uma TV grande para videogame na sala. A Rita foi incrivelmente generosa e participou também da nossa leitura na Sambaqui, na segunda. A Renata e o Daud ficaram na casa dela.

Caetano, o gato modelo, e Upiara acordando
Caetano, o gato modelo, e Upiara acordando

Upiara Boschi era meu veterano no curso de Jornalismo da UFSC, diferença de um ano, acho. Um dos melhores textos que rolavam por lá. Upi é inteligente e tímido, escreve sobre política para o Diário Catarinense e tem um gato laranja chamado Caetano, que gosta de ficar dentro do armário. O Upi até fez uma caminha para ele lá. Fazia alguns anos que eu não encontrava o Upi pessoalmente, e aí foi muito bacana reve-lo, tomar umas com ele e comentar a quantas anda tudo. No dia da leitura, o Upi chegou um pouco atrasado porque estava entrevistando o prefeito. Colocou um blazer e tudo. A Tarsila e o Gonza ficaram hospedados no apartamento dele.

mutley
Mutley e crepe de chocolate!

E aí tem o Mutley. Diz que o nome dele é Fábio Bianchini, mas eu conheço ele como Mutley mesmo. Ou Mumu. Ou Bibikas. O Mutley também fez Jornalismo na UFSC, embora já estivesse formado quando comecei o curso. Ele tem uma banda chamada Superbug, é dono de milhares de CDs e está fazendo um documentário sobre o bar do Frank, o bar mais legal do mundo, que existiu em Floripa na década passada, na beira da Lagoa da Conceição. Fui entrevistada para esse doc por conta dos shows de bandas independentes que eu produzia por lá. Eu conheci o Mutley por meio do Upiara, quando ele me levou junto, a caloura hardcore, para uma entrevista com o Wander Wildner no Curupira Rock Bar, e o Mumu tava lá. Como o Upiara, é um dos meus bróders mais antigos, que me apresentou um monte de sons e coisas bacanas. Eu, o Fred e a Ana ficamos hospedadas com ele.

Encontrar e reencontrar essas pessoas, que nos acolheram com tanta generosidade em seus colchões, sofás e camas, foi uma das coisas mais felizes da viagem. Ficamos satisfeitos com nossa opção: bem mais bacana dormir na casa de gente querida do que em um hotel impessoal, sem livros e gatos e louças na pia, sem narrativas pessoais.

Há poucas horas, nos despedimos de nosso anfitriões e partimos rumo a Porto Alegre. Escrevo esse post do carro. Daqui a pouco chegaremos na cidade, e vejam a coincidencia: o local aonde quatro de nós ficaríamos não vai mais rolar, e estamos, de última hora, procurando sofás amigos para surfar.

E agora? Quem poderá nos ajudar? Será que é voce que vai nos hospedar, nos dar um cantinho e compartilhar uma ou duas noites da nossa companhia? Temos sacos de dormir e cabemos em qualquer cantinho. Pagamos em chocolate, livros e, claro, karma points. Quem anima? :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *