livros invisíveis não fazem volume

Temos um limite de bagagem, de 50L por pessoa, que é o que se levaria para uma ponte aérea sem despachar mala, com a diferença que em ponte aérea a gente nao leva edredon, casacos pesados nem saco de dormir (bichinhos do sudeste tentando sobreviver no sul do país).

E livros! Eu consigo sobreviver por meses só com três calcinhas (uma no corpo, uma lavada na pia e pendurada pra secar, uma já seca esperando a próxima vez, em rodízio) mas livros… levo uns três para qualquer viagenzinha de meia semana – não é porque eu leia rápido, muito pelo contrário! mas é que leio erraticamente, duas páginas de cada, como num banquete chinês, degustando pedacinhos de mil coisas diferentes. Fora que a minha relação com a leitura tem algo de conflito, de luta: devolver logo os livros emprestados em atraso, de ler mais rápido do que comprar livros (difícil..)

Tive uma ideia para esta viagem.  Quando pequena eu fazia muito essa viagem de São Paulo ao Paraná, sem livros, sem smartphone, sem nada pra agitar a cabeça, descendo a Serra da Graciosa no banco de trás do carro com um enjoo insuportável. E o meu remédio era deitar no banco e olhar para a copa das árvores. Para as hortênsias (é uma flor que, dependendo do terreno, é azul ou magenta). Para a curva que vai lambendo o penhasco. Para nuvens que parecem se tornar coisas e no minuto seguinte se diluem no ar. Para eventuais borboletas azuis gigantes (tem! é lindo!). Para memórias empoeiradas – antes eu aguentava minhas nostalgias rodando na cabeça por muito mais tempo, hoje estou má acostumada com aquele aparelhinho de anestesia social sempre à mão. A gente precisa se reeducar a baixar o ritmo, eu acho. Treinar o sonho, a divagação, o devaneio, o chute, o erro, lutar para lutar menos.

São minhas melhores memórias de viagem, aquelas vezes em que eu abandonei o fio da meada pra devanear sobre os livros e poesias ainda não escritos.

 

talvez eu dê uma de paulista ligadona e acabe levando o kindle. me conheço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *